Personal Victor

Fase Excêntrica e Concêntrica.

Enquanto na fase concêntrica há a contração muscular, na excêntrica ocorre a descontração do músculo.


Por: Victor Lima

Fase Excêntrica e Concêntrica.

A atividade locomotora é a combinação de diferentes formas de ações musculares, que também podem ser encontradas de forma isolada. Na forma isolada temos três tipos de ações musculares diferentes: isométricas, concêntricas e excêntricas.

Na forma combinada temos, por exemplo, um ciclo alongamento-contração, onde uma ação excêntrica precede imediatamente uma ação concêntrica, fato facilmente notado quando analisamos passos de uma caminhada ou a manipulação de algum objeto que nos cerca.

Entretanto, existem várias diferenças entre ações musculares concêntricas e excêntricas que repercutem de maneira diferenciada no organismo humano, fato que deve servir de fonte embasadora para a manipulação de variáveis durante a prescrição de atividades físicas para a população em geral, ou para a planificação do treinamento de atletas.

Fase concêntrica (também chamada de positiva) – Essa fase é a de contração do músculo, momento no qual o peso é levantado ou puxado. No caso da rosca direta, por exemplo, a fase concêntrica ocorre quando levantamos a barra até acima do peito. É nessa fase que encontramos maior resistência ao fazer o movimento.

Fase excêntrica (também chamada de negativa) – Ela faz o movimento contrário da fase concêntrica. Enquanto na fase concêntrica há a contração muscular, na excêntrica ocorre a descontração do músculo. Esse é momento em que baixamos o peso. Usando mais uma vez a rosca direta como exemplo, nela a fase excêntrica ocorre quando baixamos a barra até abaixo da linha da cintura.

Ocorre uma ação muscular isométrica quando um músculo é ativado e desenvolve força sem causar movimento em uma articulação. Este modo de ação é à base da manutenção postural.

Apesar de definirmos aqui ações musculares isométricas, o foco neste texto é tratar apenas a respeito das diferenças apresentadas entre ações musculares concêntricas e excêntricas.

#teamvictorlima

Bons treinos.

Referências:
FLECK, Steven J. e KRAEMER, William J; fundamentos do treinamento de força muscular. Ed. Artmed 2002.
12
RYSCHON, T. W., FOWLER, M. D., WYSONG, R. E., ANTHONY, A. R., and BALABAN R. S. efficiency of human skeletal muscle in vivo: comparison of isometric, concentric, and eccentric muscle action. J. appl. Physiol. 83 (3): 867-874, 1997.
ZATSIORSKY, Vladimir M; ciência e prática do treinamento de força Ed. Phorte 1999.